Imagine Harry - O Acaso

Bom meninas, esse imagine é dedicado para a Amanda *Mandy* Espero que gostem c:

Fazia mais ou menos três semanas que eu estava em Londres. Aquela era a cidade que eu sempre sonhei em poder conhecer estar e veja bem, aqui estou eu. Me orgulho de poder viver aqui agora, estudei arduamente para poder conseguir estar onde estou, porém permaneço aqui todo esse tempo sem ter obtido nenhum emprego que eu realmente gostasse e minha última opção foi a última que eu escolheria. Minha preferência era trabalhar com algo que envolveria artes cênicas

Trabalhar em uma loja no shopping. Até que eu me dava bem com moda embora não seja meu forte. Quando era pequena gostava de escolher as roupas que iria usar nas minhas peças imaginárias. Iria começar na segunda feira, das três da tarde as sete da noite, folgando aos finais de semana. Nada mal para um começo, pagariam um preço razoável e eu teria um supervisor para me auxiliar nas duas primeiras semanas.
Meu expediente estava apenas começando. Me dirigi para os fundos da loja indo até onde fica o banheiro dos funcionários e colocando a blusa de meu uniforme. Me olhei novamente no espelho que havia lá conferindo se eu estava apresentável. Destranquei a porta dando de cara com um par de olhos verdes vibrantes. Dei um passo para trás me afastando dele que logo se explicou
- Me desculpe, é (s/n)? -afirmei com a cabeça- Tudo bem, sou o seu supervisor por duas semanas, ou seja, vou conferir cada venda sua e de ajudar com algumas coisas até estar habituada a rotina. Que tal começar pelas organização?
Segui ele até uma porta perto do banheiro que estava anteriormente e entramos no estoque da loja, onde ficavam todas as mercadorias reservas e encomendas e assim passei a tarde na companhia de meu supervisor que prontamente se apresentou como Harry me mostrando cada detalhe da loja e fiz uma venda para ele observar em como eu me saia. E pelo sorriso dele, acho que fui muito bem.
-  Parabéns, parece que já está no rumo a muito tempo, nem percebe-se que é uma iniciante quem não a conhece -disse ele admirado e sorrindo deixando a mostra suas covinhas.
Agradeci a gentileza do elogio e voltei a fazer o que Harry me pedia até acabar meu turno e eu estar liberada a voltar para casa. Permanecia ali ainda eu e ele que tinha a função de fechar a loja todos os dias no horário certo, sem atrasos, ou seja, eu ficaria no meu ambiente de trabalho todos os dias -exceto finais de semana- com aquele homem tão desejável sendo meu supervisor por duas semanas até tarde da noite. Eu não posso me apaixonar. Na verdade, como não me apaixonar?
Voltei para casa que não era tão longe do shopping, apenas dois quarterões com o pensamento sobre minha paixão prematura sobre Harry martelando em minha cabeça. A camiseta apertada em seus braços musculosos, deixando algumas tatuagens no pulso e na mão a mostra. Os olhos cor de esmeralda, a pele clara e um tanto pálida. Lábios rosados, ficando avermelhados quando se estava nervoso, mordendo os lábios e passando as mão belos sedosos cachos castanhos. A questão disso tudo é que eu não posso nem imaginar em algo com ele, se isso acontecer um dos dois será demitido, prejudicando-nos.
Abri a maçaneta de meu apartamento deixando minha bolsa no sofá e indo em direção a suíte onde eu iria tomar uma ducha fria para afastar esses pensamentos.

Os dias se passaram, e eu não conseguia controlar meu amor, agora mais fervoroso por aquele homem, pedaço de mal caminho. Sai do banheiro onde terminara de colocar meu uniforme e como sempre esperava ver Harry encostado na parede a minha espera para começarmos as vendas, não obstante era um outro rapaz que estava no mesmo local. Franzi minhas sobrancelhas e me questionei sobre quem era ele.
- Pois não? - Ele direcionou o olhar a mim e prontamente respondeu
- Sou seu novo supervisor - olhei com duvida para ele - Harry me falou que seu rendimento estava ruim e me pediu para mim como uma pessoa que ele denomina mais rígida.
O rapaz que me supervisionaria me tratava de forma ríspida e conseguia perceber os olhares de Harry sobre mim e que quando eu o correspondia ele desviava-os. Outro dia havia chegado ao fim naquela loja e só estava eu e ele novamente como todos os outros.
- Por que Harry, por que?
- Por que o quê?
- Não se faça de desentendido. Você não é tão trouxa a ponto de não entender o que se passa aqui
- Mady, você que não consegue perceber a minha dificuldade de lidar com você todos os dias. Pensava que a nova menina que trabalharia aqui seria mais uma estranha que não me chamaria atenção fisicamente, porém você além de física me chamou sentimentalmente. Está tão difícil de perceber que eu mudei quem te supervisionaria por outra pessoa pois eu não aguentava ter que trabalhar com você sem poder sentir o gosto de teus lábios...- Interrompi sua fala, o impedindo de continuar selando meus lábios aos deles e sentindo o gosto deles, tão saborosos. Sorrimos bobamente e finalizamos com pequenos beijos.
- Quer uma carona -ele disse abaixando a porta e trancando-a, já fora da loja
- Com certeza - Senti mais uma vez a delicadeza e o gosto da boca dele e segui-o feliz até o estacionamento, percebendo que nada é planejado e tudo pode acontecer por um bom acaso.

--------------------------------------------------
Heeey! Gostaram? Espero que sim e comentem c:
Jana

5 comentários:

  1. Kkkkkkkkkkkkkkkkk Hanna kkkkkkk!! Amei amore, tah fabulouis!!! Perfeito. Vc pode fazer um cmg??
    xX Ana

    ResponderExcluir
  2. esse blog é perfeito amooooo muitooo nas horas livres sempre dou um pulinho aaqui

    ResponderExcluir
  3. aaaaaaaaaaah ameei, mt obrigada linda<3 Tenho q procurar um emprego nessa loja pra ontem haha

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar
Críticas construtivas são aceitas.
Não desrespeite as autoras do blog. Comentários ofensivos ou com linguagem imprópria serão excluídos.
Não peça para divulgar seu blog/página, existe uma página para isso aqui.
A comentário tem que ter relação com o assunto da postagem
Deixe o link do seu blog no final (sem o http) para retribuir a visita
Não aceito mais selos
Volte sempre ♥