Everything Has Changed - Capítulo 11


*1 Mês Depois*

Um e doloroso mês passou desde que Harry voltou e me disse todas aquelas barbaridades. de primeira eu não acreditei, nem em sonhos eu pensaria que ele falaria aquilo estando sóbrio. Mas ele fez e doeu, e está doendo muito. Parece que ele abriu a mesma ferida que ele estava curando e desta vez ele está enfiando um faca lá bem no fundo de meu peito. Sabe quando dizem que as palavras machucam? É pode confiar que é certeza. 
Desde aquela viajem ele já estava agindo estranho e me dava indícios que me deixavam em dúvida se ele tinha outra, e dias depois da chegada dele, isto estava confirmado. 
Consigo me lembrar detalhadamente no dia que ele oficialmente me dispensou. Harry atingiu todos os meus pontos fracos e todos eles voltaram a tona como uma enxurrada de extrema dor interna. Ele estava se retirando da minha vida, e de tudo o que estava ao meu redor. O que eu mais temia estava acontecendo, minha vida voltaria a ser a mesma porcaria de sempre, sem atenção, sem auto estima, sem amor a mim e sem o amor de ninguém. Ele disse semelhante as palavras do primo dele, que nos últimos dias estava nas redondezas, muito próximo a mim. Atingindo nos pontos mais frágeis, e como se eu já não soubesse eu não era boa o bastante para ele. Eu não tinha o corpo igual ao das outras meninas que se exibiam nas aulas de educação física. Não tinha o pensamento igual ao delas. Não tinha o cabelo igual, a pele igual, ou seja, eu não era igual as meninas "normais" nas quais os meninos se interessariam realmente. Todo aquele sentimento que o Harry sentia por mim era ilusão, me enganando o tempo inteiro e me afetando nos meus piores dias. Me fazendo sentir fraca e sem vontade de viver nem mais um segundo. Voltando tudo novamente. 
Além dele ter parado de se comunicar comigo, obviamente, ainda tinha o quesito escola na qual ele era do grupo dos mais populares e nem brincando ele falaria com alguém como eu; sem amigos, sem absolutamente nada. 
Meus braços e pernas ficaram mais finos e fracos, e agora juntamente com as pernas eles tinham uma extensa coleções de traços finos e vermelhos, muitos profundos e visíveis. Devido a isso tentava usar camisetas com mangas compridas e nos dias mais frios, moletons. Era raro os dias que eu me alimentava bem, e quando eu fazia isso minutos depois eu ia até o banheiro e colocava tudo para fora. Meu estômago rejeitava tudo e, minhas costelas já estavam perfeitamente evidentes. Já não havia mais sentido para que eu respirasse, não havia ninguém que me queria ao lado desta. 
Claramente, o que já era de se imaginar a nova namorada do Harry era do próprio grupo de pessoas, na qual ele estava envolvido, isso significava que ela era majestosamente bonita. Cabelos Loiros, olhos verdes, iguais aos deles, pele branca um tanto bronzeada. Milhões de vezes melhor que a estranha e ruim Emily a qual que era estranha e pouco, muito pouco interessante. 
Eu já não conseguia ligar mais, nem miseramente para minha aparência. Estava pouco importando para o que pensariam de mim, aliás, se ligariam para mim. E hoje, seria mais um longo dia como os outros em que eu seria obrigada a ver a face daquele que não merecia completamente nada, já que este tirou tudo de mais valioso de mim. Me perguntava todo dia ao acordar se eu conseguia sentir alguma coisa por algo ou alguém e até mesmo por ele, e simplesmente eu não sentia. Nada, nada mesmo além de remorso do Harry, e por mais estranho que pareça, sempre que nos cruzamos, seja no corredor em ou em outro lugar eu consigo o observar e vejo que em seus olhos está um olhar de arrependimento, porém não sei mais no que acreditar. E era cada vez mais difícil acreditar em algo que ele diz em relação aos sentimentos ou ao passado quando aquela loira está ao seu lado.  As chances de tudo se normalizar, voltar a estaca zero são mínimas, tão mínimas que não vejo mais propósito em algo que me mantenha presa a realidade, parece que tudo é tão surreal e me questiono se isto está realmente acontecendo comigo.

Heeey! Continuo com 15 comentários. Demorei, mas aí está e tento postar Don't Let Me Go ou outro capítulo desta amanhã, e tem avisos importantes por ai, que postarei amanhã também. -Jana

15 comentários:

  1. continua please !!11111
    e nao inventa essa de continuo com sei la quantos comentarios , simplesmente continua

    ResponderExcluir
  2. Ta perfeito jana, continua quando possível, n´s esperamos, só ve se não exagera no tempo de postar. vlw ;@

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, mas eu só exagero quando eu to com bloqueio de ideias e não tem como continuar e o que está acima deste blog são meus estudos, ou seja, eu tenho que me dar bem nas provas para me postar aqui, espero que entenda.

      Excluir
    2. Eu entendo, com toda certeza, também tenho provas, estou no 8º ano e sei bem como é difícil "me dar bem" nas provas, só estudando muito, aí entra o bloqueio, faço redações, sei bem como é chato dar um "branco"/ uma pani na imaginação. ;*

      Excluir
  3. continuaaa ta mt lindooooo !!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  4. Continua ta muito perfeito comecei a ler ontem e já me apaixonei por essa fic entããão CONTINUA POR FAVOR !!!

    ResponderExcluir
  5. Anwww!to morrendo de do da emily :( ...continua está perfeito!

    ResponderExcluir
  6. continuaaaaaaa! Xx luma

    ResponderExcluir
  7. ai vou morrer continua logo ! vai demorar muito pra postar o próximo ? ~le morrendo aqui

    ResponderExcluir
  8. Perfeiittoooo parabéns

    ResponderExcluir
  9. Vey vc ne fez chorar parabéns vc vai ser um ótimo poeta se continuar assim vai escrever mtoo livros pq eu sei q vc tem. Imaginações incriveis para fazer isso

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar
Críticas construtivas são aceitas.
Não desrespeite as autoras do blog. Comentários ofensivos ou com linguagem imprópria serão excluídos.
Não peça para divulgar seu blog/página, existe uma página para isso aqui.
A comentário tem que ter relação com o assunto da postagem
Deixe o link do seu blog no final (sem o http) para retribuir a visita
Não aceito mais selos
Volte sempre ♥