Change My Mind - Capitulo 6 -

**** Senti meus olhos pesarem, não lutei contra isso, meus olhos fecharam e não me lembrei de mais nada. ****
____________________________________________________________________________________
Acordei com meu despertador apitando. Como era de se esperar era minha música favorita Complicated da Avril Lavigne. Só de ouvir a melodia eu me levantei disposta. Olhei o porta retrato de minha mãe, instantaneamente um sorriso de lado apareceu em meu rosto. Tomei um banho rápido e coloquei uma roupa confortável, um all star um shorts com a estampa do Estados Unidos e uma blusa branca meio transparente. Pegue minha bolça, esta q era de lado e desci as escadas que davam para a sala, e fui tomar meu café da manhã. Meu pai e Mandy estavam já tomando o café. Me sente e dei bom dia para os dois.
- Então Mandy o que vai fazer hoje?
- Ah eu  acho que vou no shopping, afinal onde fica?
- Perto do aeroporto. Um pouco longe daqui
- Aff pai, por que que a gente teve que se mudar, nossa vida em NY era muito melhor, e além disso o shopping fica perto de casa
Meu pai baixou a cabeça, e ficou fitando sua tigela com cereais e leite. Eu não vou deixar Mandy falar assim com ele, só eu sei o quanto ele está sofrendo, com a separação e a mudança.
- Mandy, não fala assim, essa mudança foi melhor pra td mundo
- Ah, cuida da tua vida garota, vc só tem 16 anos, não sabe nada!
- Mandy, a idade não importa eu posso saber muto mais coisa q vc, e como da pra ver eu consigo entender muito melhor a situação de nosso pai. Ele também está precisando da nossa ajuda. Voce que devia ter mais compreensão já que tem 18 anos, e como é mais velha devia ser mais madura!
-Aff - Mandy saiu da sala pisando duro em direção ao seu quarto
-Muito obrigada filha - beijou o topo de minha cabeça- mas agora eu tenho q trabalhar, chego pro jantar
-Ok
- Vai sair hoje?
-Vou sim, vou na escola me matricular
-Então ta, cuidado, até mais tarde! - disse meu pai saindo
Coloquei meu copo no qual tinha tomado suco na pia, peguei minhas coisas e sai em direção a escola. Peguei meus fones e os coloquei. Atravessei a rua e de tão distraida que eu estava procurando sobre a tal banda One Direction e vendo fotos que trombei com um dos meus vizinhos de frente, espera!Ele era o.....
__________________________________________________________________________________
Hahah terminei na melhor parte, continuo com 10 comentários.Bom nesse meu capitulo eu me inspirei um pouco no livro Minha Vida Fora de Serie, que é da Paula Pimenta. Eu chorei muito. Ele é muito fofo, já li quase ts os livros dela, vale muito a pena vcs lerem. Eu começei ontem e terminei hj. Amei sinceramente.
Xx
#Jana

Change My MIndy - Capitulo 5 -

****Então esses garotos tem mesmo talento, pesei me recordando da revista que li falando deles.****

____________________________________________________________________________________
Passei o resto da viajem calada, apenas pensando nos garotos. Minha nova vida naquele lugar já estava bem interessante. Eles são bem talentosos e bonitos, mas a beleza não é o que importa no momento.Deve ser bem legal ser amiga deles. Quando chegar em casa pesquiso mais sobre eles *pensei*. Pelo que o motorista falou ao meu pai, já estavamos chegando em casa. O táxi estacionou em frente a uma casa linda, grande, na verdade um sobrado. Bem diferente da nossa casa em NY. Nossa se a casa é tão bonita imagina por dentro! Saimos todos do táxi, nossas malas já estavam em frente a casa. Peguei a minha, e observei as outras casas da vizinhança. Todas bem parecidas umas com as outras. Não havia ninguem vagando por ali, também já estava anoitecendo. As luzes das casas estavam acesas, provavelmente a maioria dos novos vizinhos estariam dentro de suas casas. do meu ponto de vista aquele lugar parecia bem tranquilo. Acho que vou gostar de viver aqui. Entrei dentro da casa, era deslumbrante, cada canto dela era perfeito. Me parecia que a casa foi feita sob medida
Fui para a cozinha, estava morrendo de fome. Peguei apenas uma maça e fui para meu quarto, que só soube indentificar, pois tinha uma plaquinha com meu nome na porta do quarto.
Lá dentro era lindo, tudo que tinha na antiga casa já tinha nessa,meus livros, meus objetos preferido, tudo tinha lá. Sim, o meu pai era o melhor pai do mundo por fazer aquilo. A única coisa que faltava era a foto de minha mãe comigo quando tinha dois anos. Peguei o porta retrato de dentro da minha mala e coloquei no meu criado-mudo. Pronto. Amanhã agradeço meu pai por isso, preciso de um banho*pensei*. Peguei só o que ia precisar, minhas roupas e a toalha. Fui para o banheiro, tomei meu banho, pensei na vida, seria dificil recomeçar... esses pensamentos me atordoaram, pegeui a lamina que tinha na pia do banheiro e pressionei contra meu pulso. Uma senção de alívio tomou conta, como se tudo fosse dar certo. Esperei o sangue parar de sair, me sequei e sai do banheiro. Meu pai entrou no meu quarto me desejou boa noite e saiu. Coloquei minha roupa normalmente e me deitei, mal sabia do que o amanha esperava. precisaria ir na escola fazer minha matricula, já que as aulas só começariam semana que vem. Senti meus olhos pesarem, não lutei contra isso, meus olhos fecharam e não me lembrei de mais nada.
__________________________________________________________________________________
O que acharam desse? Continuo com mais 5 comentários
Xx
#Jana



Change My MInd - Capitulo 4 -

**** Não consegui pensar em mais nada para fazer, então como não queria morrer de tédio, me ajeitei no assento, apoiei minha cabeça nas mãos e adormeci. ****
_________________________________________________________________________________
- Ei mocinha, nós já estamos aterrissando. - disse uma voz desconhecida
- Obrigada.
Abri lentamente meus olhos e quem me avisou que já estávamos chegando era uma outra aeromoça. Me apoiei melhor na cadeira e consegui ter uma melhor visão da janela que já mostrava Londres. Dava pra ter uma bela idéia de como seria morar lá, seria bem melhor pra mim, quem saiba eu consiga parar de me cortar?! Lá de cima via as luzes da cidade, brilhando, iluminando as casas, os restaurantes, as praças. Londres era maravilhosa a noite. A cada vez que o avião se aproximava da pista do aeroposto, tinha uma visão mais detalhada. Pousamos, estavamos já em solo britanico. As pessoas retiravam seus cintos e pegavam suas malas de mão e as permitidas no bagageiro. Como eu não tinha nenhuma, apenas peguei a revista, meu IPhone junto com meus fones. Devolvi a revista a aeromoça e agradeci. Fui uma das últimas a sair, afinal tinham várias pessoas descendo. Marck e Mandy me esperavam para pegar as malas. Entramos no aeroporto. Procuramos o local onde ficava a esteira com as malas. Depois de uns 10 minutos procurando e Mandy reclamando achamos, devido a um funcionário que nos mostrou onde era, se não fosse por ele ficariamos séculos sem achar. Peguei minha mala, meu pai a dele, e pra novidade do pessoal minha irmã com as duas malas dela. Exagero. Quanta roupa desnecessária estava levando, pois ela com certeza iria comprar mais. Pedimos a uma atendente que chamasse um táxi. Sem demora alguma ele chega. O motorista pega nossas malas coloca-as no porta-mala. Enquanto isso entramos dentro do táxi. Estava ansiosa para conheçer os novos vizinhos, e principalmente como seria nossa nova casa. Esses pensamentos ficaram vagando por minha mente, enquanto observava pela janela a linda paisagem. Vou gostar de morar aqui * pensei*. A distancia entre o aeroporto e a casa me parecia grande, porque estavamos demorando bastante para chegar.
- Pai, pede pra ligar o rádio
- Ok filha
O rádio foi ligado,prestava pouca atenção nas músicas, gostava mais de observar e pensar sobre minha nova vida. Uma música calma, mais bonita tomou o silencio do carro. Direcionei minha atenção para ela. Ouvia atentamente e me concentrava na letra. Nossa quem seria a banda? A música chegou ao fim dando vez ao radialista anunciar de quem era a música.
- Bom, essa foi mais uma de One Direction, Change My Mind.
Então esses garotos tem mesmo talento, pesei me recordando da revista que li falando deles.
___________________________________________________________________________________

Mais um meninas, o que acharam desse? Comentem, quero 5 comentários pra continuar o próximo.
Xx
#Jana

Change My Mind - Capitulo 3 -

****Recoloquei meus fones e caminhamos até o corredor que dava para o Avião. ****
______________________________________________________________________________
 Entreguei minha passagem a moça. Caminhei junto com Mandy e meu pai até o avião, porém fiquei mas para tras. Chegamos. Subimos as escadas para podermos entrar no avião. Sentamos cada um distante do outro,meu pai se sentou na frente e ficou conversando sobre negocios com algum de seus empregados da empresa, Mandy nem lembro onde se sentou, aposto que sentou ao lado de um rapaz bonito. Me sentei um pouco mais no fundo do avião one não tinha muita gente. Daqui da pra ver ela dando em cima do garoto, que nem dava bola, continuava prestando atenção no que fazia. Meu IPhone tinha cabado a bateria, agora não tinha nada pra fazer naquele avião intediante.O avião decolou, fiquei observando tudo lá do alto, me distanciando do lugar de onde nasci, da onde eu gardo as piores e as mais memoraveis lembramças de minha vida. É como se um filme desde meu nascimento até meus 16 anos estivesse passando em minha cabeça. Ele rapidamente se desfez, sendo interrompido pela aeromoça.
-Quer ler algumas revistas?
-Ah claro! Obrigada - respondi pegando as revistas
Aceitei, pois não tinha nada melhor pra fazer. Não costuma ler muito revistas, Mandy que gostava mais,prefiria ler livros. Folheei a revista pagina por pagina, tinha bastante entrevistas com famosos e dicas sobre looks, maquiagens, cabelos, coisas que minha irmã adorava e gostava de tentar se vestir igual as models da revista. Em cada pagina tinha algo diferente. Me foquei em uma entrevista com os meninos de uma noa banda chamada One Direction, nunca ouvi falar dela é a primeira vez. Espera, aquele garoto que sentou-se ao meu lado no aeroporto parece bem com o Zayn. Livrei minha mente desses pensamentos me concentrando em ler a revista. A viajem estava realmente intediante, já tinha lido e relido a revista umas 3 vezes. As aeromoças passaram com as comidas. Peguei um suco e uns biscoitos. Não consegui pensar em mais nada para fazer, então como não queria morrer de tédio, me ajeitei no assento, apoiei minha cabeça nas mãos e adormeci.
___________________________________________________________________________________
O que estam achando meninas?Ta ai mais um capitulo, Só pra avisa a fic é com o Harry ok?! Comentem. Quero 5 comentários, pra postar o proximo.
Xx
#Jana

Change My Mind - Capitulo 2 -

****Mas tem uma parte boa nisso: Uma vida nova!****
___________________________________________________________________________________

Uma vida nova. Precisava disso, precisava de um recomeço, esqueçer de tudo, das lembranças ruins. Lembras se vão, mas momentos ficam. A despedida a parte mais complexa da vida, dizer até mais as pessoas que amam, que sempre te apoiaram em momentos difíceis.
Meus poucos amigos vieram se depedir de mim. Todos estavam em frente de casa. Todos os vizinhos, parentes, amigos. Minhas malas estavam prontas, além de minhas roupas, estava la dento também minhas melhores lembranças e momentos que passei naquela casa.
Mandy como era popular na escola, muito diferente de mim, vários amigos dela vieram também. Ah e sem esqueçer do Rafa, o 'namorado' dela. Não sei se é possível usar a palavra namoro pq a Mandy sempre foi pegadora, o que eu menos gosto dela e eu me sinto mal pelo Rafa, sendo iludido, e acreditando no amor dela. Ela já traiu várias vezes ele com meus amigos, principalmente aqueles que eu gostava. Pelo menos vamos para Londres e esse 'namorinho' acaba e ninguem acaba mal nessa história. Já estava até vendo, a Mandy com outro namorado lá em Londres.
Chamamos um táxi e nos conduzimos até o aeroporto. Chagando lá fizemos o check-in e despachamos as malas enquanto Mandy reclamava que estava demorando muito e que a roupa dos empregados do avião era muito fora de moda. Aff q menina mimada e irritante. Não aguentava mais ela falando besteiras e nem meu pai falando a atendente enquanto entregava as malas. Liguei meu IPhone e coloquei alguma musica, assim me desligava um pouco. Fiquei sentada nas cadeiras que tinham lá. Discretamente reparei um menino alto e moreno sentar ao meu lado. Nem liguei, continuei o que fazia.
- Qual é o voo que vai para França?
- Oi?Me desculpe não ouvi, o que disse? - disse tirando meus fones-
- Sabe qual o voo que vai para França?
- Acho q é o 261
-Ah obrigado!
-Por nada
Tivemos que interromper a conversa quando meu voo é chamado e meu pai fica gesticulando para eu ir com ele. Me levantei com indiferença, me despedi do garoto e fui até lá. Recoloquei meus fones e caminhamos até o corredor que dava para o Avião.
________________________________________________________________________________
Continuei pra quem pediu. Tão gostando da fic? Comentem
Xx
#Jana

Change My Mind - Capitulo 1 -

Pra começar, meu nome é (seunome), sou uma menina fofa, todos me adoram, sou linda, tenho um namorado gostoso, meus pais são ótimos, somos uma família muito unida e minha vida é perfeita. Aff
Nada disso! Começando de novo dessa vez de verdade. Odeio me apresentar mas como não tem outro jeito. Meu nome é (seunome), Moro em New York desde que nasci, meu jeito é diferentes das outras pessoas, não tenho namorado. Tenho poucos amigos, mas são os melhores que alguem poderia ter. Minha família é confusa! Minha irmã Mandy estraga sempre com tudo. Quando eu osto mesmo de um menino ela vai lá e conta pra ele o que eu to sentindo. Ela estraga com tudo. Por isso não namoro. Meu pai Marck se tornou o meu conselheiro depois que minha mãe foi morar em um outro pais que eu não sei. Ele  estava trabalhando muito mas agora tem um tempo para mim e minha irmã. Minha mãe a parte mais dífil de falar. Eu sempre a amei, contava tudo os meus segredos, era a melhor pessoa em quem eu podia confiar. Infelizmente houve a separação de meus pais e ela se mudou para um outro país. Não sei qual é, perdemos totalmente o contato. Uma coisa que eu vou fazer quando for maior de idade é tentar reencontra-la, pois tenho 16 anos e não posso fazer muita coisa com essa idade.
Cicatrizes que ocorreram com o tempo, é sempre assim quando eu me apego a pessoa ela sempre se vai e deixa uma cicatriz em meu peito, como se ele estivesse aberto. Dói, dói até hoje a partida de minha mãe. Ninguem consegue enteder o que eu sinto quando falam dela. São cicatrizes em meu peito e em meus pulsos. Sim, me cortando é a unica solução que encontro para aliviar a dor. Quando faço isso, na verdade todos os dias, parece que a sensação de vazio some, a dor da alma desaparece, e o buraco em meu peito parece completo de novo e parece que meu corpo fica em extase. Me sinto melhor assim. É o unico modo que encontro.
Meu pai foi transferido do trabalho para Londres, está encarregado de outras coisas e consequentemente eu e Mandy vamos ter que nos mudarmos com ele. Pensar nisso, parece que o vazio me consome e toma conta de mim. Isso me faz lembrar que vou ficar sem amigos, vou ter que conheçer pessoas novas que podem não gostar de mim, uma nova escola. Mas tem uma parte boa nisso: Uma vida nova!
__________________________________________________________________________________
Ta aí meninas o primeiro capitulo da nova fic. O que acharam? Mereço 5 comentários? Comentem :)
Xx
#Jana

Imagine Hot Zayn e Louis



Você está em casa quando recebe um telefonema do seu amigo Louis.
- Alô. – diz Louis.
- Oi. – você responde animada em ouvir a voz dele.
- E aí baby, afim de ir no cinema comigo e com o Zayn?
- Claro. Que filme vamos ver?
- Ah, sei lá, na hora a gente vê os que estão em cartaz.
- Ok então, que horas a gente vai?
- Vamos às 22h30min, queremos pegar a seção das 23h00min. Você vai estar pronta até às 22h30min?
- Sim, vou estar sim Louis. – você diz olhando para o relógio que marcava 21h00min.
- Tá, então às 22h30min eu e o Zayn passamos ai pra te pegar.
- Ok Louis. – você desliga e vai correndo escolher uma roupa para sair com os meninos.
Você pega uma blusa listrada apertada na cintura, uma saia de renda preta que ganhou da sua mãe de natal, mas nunca a usou por que ela é um pouco curta e você não se sentia muito a vontade com ela, mesmo ela ficando linda em seu corpo, e um suspensório preto. Você toma um banho e capricha ao se arrumar, você solta os cabelos, “coisa que não costuma fazer”, passa um delineador puxado e um batom vermelho. Você se senta no sofá para esperar os meninos, mas logo em seguida escuta a buzina. Você da um pulo. Você entra no carro e vão quietos ate o cinema, chegando lá Zayn e Louis te olham dos pés a cabeça.

Imagine Hot Zayn



Você esta na escola, o professor esta passando um texto enorme no quadro, mas você está muito distraída apreciando Zayn, ele senta na fileira do lado da sua, duas carteiras atrás de você. Vocês são amigos mas não se falam muito, você esta interessada nele já faz um tempo, mas você não acha que ele saiba. Você olha atentamente para aqueles cabelos escuros, morrendo de vontade de puxá-los, aqueles lábios… O sinal bate te afastando de seus pensamentos, você olha pro seu caderno, na folha só a data, agora é recreio, o professor sai da sala e os alunos saem em seguida, você olha pro quadro e se põe a copiar, logo você percebe que Zayn ainda esta na sala, sua amiga te cutuca no ombro, fazendo você desviar o olhar dele e olhar para ela.
- Eu estou com fome, você vai ficar terminando de copiar ou vem comigo? – ela pergunta baixinho, consciente da presença de Zayn e de como ele te afeta.
- Eu vou ficar. – você sussurra. – Pode ir, eu não copiei quase nada, vou demorar.

Imagine Hot Harry - Parte 2-


Você estava assistindo filme no seu quarto quando alguém bateu na porta. Sua mãe tinha saído com o namorado dela e graças a Deus você estava sozinha em casa. Com o closet só te esperando.
- Entra. - você grita alto.
Harry entra vagarosamente, trancando a porta em seguida.
- Oi. - você diz meio que envergonhada.
- Oi. - ele diz te analisando.
Na verdade analisando seu traseiro. Você estava deitada de barriga para baixo na sua cama, apoiada pelos cotovelos, assistindo a um filme chato.
- Pare de olhar para minha bunda. - você diz o encarando.
- Se você virar de frente e tirar a roupa, eu olho pra sua…
- Closet. Agora. - você diz se levantando vagarosamente.
- Não vai querer conversar primeiro?

Imagine Hot Harry - Parte 1 -


Você é vizinha de Harry Styles a 10 anos, vocês praticamente passaram a infância inteira juntos, e sempre foram bons amigos, conversam abertamente sobre tudo. TUDO MESMO!
É sexta-feira, 20h41min e ele está na sua casa, vocês estão no seu quarto, vendo alguns filmes. Sua mãe está muito ocupada resolvendo uns negócios de trabalho. Seu pai e ela são separados e ele mora um pouco longe, mas todo mês ele vem para lhe visitar ou você vai visitá-lo.
Você está no quarto com Harry e o filme que você estavam vendo está terminando.
- O quê? Não pode terminar assim, isso é ridículo! - diz Harry não conformado com o final do filme.
- Harry, é só um filme, sem drama, por favor. - você ri - Todo filme é assim, quando chega no final você fica putinho porque não acabou da forma como você queria.
Ele te olha e começa a rir.
- Putinho? - ele pergunta ainda rindo.
- É Harry, não se faça de desentendido.
- Putinho de que forma? - ele pergunta com um tom malicioso, até de mais.
- Em todos os sentidos Harry Styles, agora pare de me olhar com esses olhos famintos porque eu não sou sua comida.

Sinopse Change My Mind

(Seunome) é uma menina muito tímida, mas bem diferentes das outras. Não se destaca muito na escola pelo seu estilo ser um poucio nerd/rockeira, e os garotos de lá só se interessarem por meninas mais 'fofas'. Sua vida é bem complexa, sempre há algo te impedindo de fazer ela dar certo. Pricipalmente sua irmã Mandy.Sua relação com ela não é das melhores pelo simples fato delas se odiarem. o Motivo do ódio? Mandy constantemente fala pros garotos que (seunome) gosta, que ela os ama. Sua mãe mora em outro país que não sabe qual tem o desejo de reeencontra-la. Faz dois anos que os pais dela se separaram, a única pessoa em qual confiava plenamente era sua mae, pois seu pai trabalhava incessantemente. Após a separação dela seu pai (Marck) é a pessoa que conta seus segredos, seus medos e sua rotina, pedindo conselhos á ele, pois sempre se cortava, pensando na sua vida social, pensando q ninguem gostava dela, e na sua mae. Moravam em NY tinham uma vida estabilizada, muitos amigos e parentes lá, porém se mudaram para Londres, obviamente pq seu pai fora promovido. Houve a despedida, tds muito tristes afinal vc iria partir, seus amigos(que n eram muitos) prometeram que sempre lhe enviariam fotos,e-mails, e algum dia iam te visitar. Sua chegada em Londres foi bem diferente do q vc esperava, tds os vizinhos deram boas-vinda. Todos os vizinhos eram simpáticos, menos um: Harry Styles, ouviu falar muito mal dele, que ele era o pegador e já ficou com tds as meninas da vizinhança. Odiava caras assim. Pra piorar iriam estudar na mesma escolar, iriam se ver todos os dias e seriam vizinhos. Os dois não se gostavam muito, porém Harry se importava com ela e não gostava muito que se corta-va tentava. Tenta-va ajudar ela mas sem demostrar muito. Harry acaba se apaixonando por Mandy. Será que sn gosta de Harry ? Esse sentimento de Ódio vai acabar? Vai surgir uma nova paixao?
______________________________________________________________________________
Bom meninas, está ai a sinopse da nova fic com o Harry. Acho que vai ser bem divertida de escrever. Ela iria se chamar Where is the Love, mas decidi mudar para Change My Mind, pq (Seunome), mudou com a cabeça de Harry e ela pode acabar se apixonando por ele tmb.
Vão comentar bastante nessa? Mas tarde posto Little Things.

Imagine Hot Niall e Harry




É 23h37min e você está em sua casa, se preparando para dormir. Você acabou de sair do banho e está enrolada em uma toalha quando seu celular toca.

Você atende e é seu amigo Harry.

- Oi Harry, fala.
- Eu te acordei? – ele pergunta com um tom brincalhão.
- Não, eu estava me preparando para ir dormir na verdade…
- Não tá afim de vir aqui em casa? Tá tendo uma festa com o pessoal.
- Pessoal?
- É, o pessoal, sabe. Niall, Zayn, Liam, Louis e o resto da galera.
- Não sei se é uma boa ideia… – você fala pensativa.

Imagine Hot Zayn



Você está na praia, e o relógio marca exatamente 01h25min, como é madrugada, a praia está deserta, só está você lá. Então você vê um garoto vindo em sua direção.
Quando ele chega mais perto, você vê que é Zayn. Seu vizinho, e ele parece estar isolado em seus pensamentos, com a cabeça baixa. Você o acha muito atraente, e daria tudo para saber o que se passa na cabeça dele, “tudo mesmo”.
- Zayn. - você o chama.
Ele levanta a cabeça lentamente. Você nunca tinha tido uma conversa inteira com ele antes, era só “oi”, “tudo bem?”, nada mais que isso. Mas agora ele está ali, bem diante de você, numa praia deserta, e sozinho.
O vento balança seus cabelos, fazendo eles atrapalharem sua visão, então você tropeça na areia e cai. E o pior é que você está de saia, e se esborracha ali, de cara na areia, na frente de Zayn. Ele corre para te socorrer.
- Você tá bem? - ele pergunta segurando sua cintura para ajudá-la a levantar.
- Eu é quem deveria perguntar isso né?!
Ele te olha assustado.

Imagine Hot Niall



Você é amiga dos meninos, e Niall resolveu dar uma festa na casa dele já que seus pais estão viajando. Mas a festa não durou muito tempo já que os vizinhos chamaram a polícia, que suspendeu a festa, então o pessoal foi em bora, mas Niall pediu que você ficasse, e você aceitou, pois disse para seus pais que a festa ia até mais tarde.
- Estamos só nós dois aqui agora. - você diz entediada.
- Já sei o que podemos fazer. - ele levanta uma sobrancelha, o que a faz pensar que ele está maliciando por dentro.
- O que? - você pergunta curiosa.
- Sabe jogar sinuca? - ele pergunta.
- Humm, sinuca, sou ótima na sinuca.
- Que bom, então vai ser uma competição e tanta, porque eu odeio perder. - ele fala a encarando.

Imagine Hot Louis



Você está indo para uma festa a fantasia, esta vestida de Chapeuzinho Vermelho, você se sente um pouco desconfortável pelo tamanho do vestido que está usando, mas gosta da personagem. Ao chegar lá você vê algumas pessoas conhecidas, mas as deixa de lado para dançar um pouco. Na pista de dança percebe um policial te olhando fixamente, com olhos claros e um sorriso pervertido, você o olha com desprezo e vai beber algo. Sentindo um imenso calor por causa da dança, você pega um copo de Passaport, bebe e vai lá para o estacionamento. Perdida em seus pensamentos você se assusta quando alguém sussurra em seu ouvido.
- Baby, eu não sou o lobo mau, mas eu te comeria com gosto!
Você finge que não ouve e dá uns três passos para frente, ele te segue.
- Hey, não me ignore, eu sou uma autoridade. - ele puxa seu braço levemente.
Você se vira e olha pra ele. Era aquele rapaz que estava vestido de policial e que estava dançando.
- Não se preocupe, eu nunca faço nada de errado. Eu sou uma santa! – fala com um olhar angelical, mas um sorriso irônico.

Imagine Hot One Direction



Você e suas amigas vão ao show dos meninos, e no final vocês conseguem entrar no camarim. Lá vocês conversam, eles perguntam algumas coisas para vocês, vocês dão risadas, muitas risadas, pois os meninos são super divertidos.
- Me diga um sonho seu. – diz Louis sorrindo.
- Bom, estar aqui com vocês já é um sonho. – você responde sorrindo também.
- Então me diga um sonho que você ainda não realizou. – diz Louis ainda sorrindo.
- Hum… passar um dia com vocês talvez. – você responde.
- Nossa, como você sonha baixo. – diz Harry num tom de brincadeira.
Os meninos riem e suas amigas também.
- Você queria que eu dissesse o que? Que meu sonho é fazer você gemer? Porque se for assim eu digo. – você responde no mesmo tom que ele.
Os meninos e suas amigas caem na gargalhada e Harry fica todo vermelho.
Em seguida ele se recompõe e a encara, com um olhar faminto.
- Na verdade, meu sonho é fazer todos vocês gemer. Juntos. – você fala mordendo o lábio inferior, e pensa que eles vão entender isso como uma brincadeira de fã.
Mas não é bem assim que acontece.

Imagine Hot Liam



Acordei sentindo meu corpo dolorido, mas ainda assim sorri me lembrando da noite maravilhosa que tive com Liam. Se alguém me falasse a um ano atrás que eu namoraria Liam Payne eu iria rir. Eu, uma fã qualquer. Apenas uma em vários milhões. Mas ele havia me escolhido, e isso é o que importa. Fiz uma careta ao me espreguiçar, não sei porque estava tão dolorida, nós nem abusamos tanto assim… Isso se não contarmos a pia do banheiro e a máquina de lavar… É, talvez nós tenhamos extrapolado um pouquinho. Bem pouquinho. Olhei em volta e soltei uma risadinha ao ver a cueca de Liam pendurada em cima do lustre, e por um momento me perguntei como ela foi parar lá. Me levantei escutando meu estômago roncar, peguei a camisa de Liam que estava jogada no chão e coloquei minha calcinha. Comida, eu preciso de comida! Saí do quarto e escutei a voz de Liam, parei por um momento não querendo dar de cara com outra pessoa que não fosse meu namorado nos trajes que me encontro. Ou melhor, na falta deles. Mas então me lembrei que Liam iria dar uma entrevista a uma rádio pelo telefone, sorri e me direcionei até a cozinha. Parei no entanto ao ver Liam. Meu Deus aquilo tudo é realmente meu namorado? Eu devo ter sido muito boazinha por umas dez encarnações pra merecer isso tudo. Esqueci da minha fome ao olhá-lo. Aliás descobri que eu ainda estava com fome, mas não de comida. Liam estava largado no sofá parecendo um Deus. O cabelo ainda estava úmido e todo bagunçado, usava uma regata preta, uma bermuda Jeans e um tênis. Simples. Mas divinamente gostoso. Eu realmente gosto do contraste do preto na pele de Liam. Ele abriu um sorriso ao me ver, e eu continuei lá parada, feito como diria Louis uma cenoura congelada. Liam me olhou da cabeça aos pés e eu senti meu corpo esquentar instantaneamente, não é possível ele conseguir fazer isso com apenas um olhar. Não é justo! É sempre assim, eu comendo na mão de Liam, se ele me pedir pra pular do alto da estátua da liberdade eu pularia e nem pensaria sobre o assunto. Ele me tinha na palma de suas mãos, sempre teve e eu desconfio que sempre me terá . Respirei fundo sentindo seu olhar me atravessar, e uma idéia passou por minha mente.Será? Minha expressão mudou instantaneamente, e eu pude perceber que Liam mudou a sua para apreensão também. Me aproximei de Liam lentamente, tentando criar coragem para o que se passava em minha mente. Me sentei no colo de Liam, que franziu a testa olhando em meus olhos. Ajeitei-me com uma perna de cada lado do corpo de Liam, e nossos quadris se encaixaram, como sempre. Sorri torto para Liam que me olhava confuso, pisquei para ele e me inclinei roubando um selinho de seus lábios. Desci minha boca por sua mandíbula e pescoço, deixei um rastro de beijos até sua orelha e sussurrei em meio a mordidas.


– Não se esqueça que está em rede nacional. – eu disse chupando o lóbulo da orelha dele e o senti arrepiar.


Um ano é tempo suficiente para conhecer os pontos fracos de uma pessoa, e eu sei bem os de Liam. Comecei a distribuir beijos pelos ombros de Liam que estavam expostos devido a regata, enquanto o senti retesar-se. Ótimo. Em um ataque de coragem eu movi meus quadris lentamente me esfregando em Liam, e o assisti fechar os olhos e morder o lábio. As mãos dele vieram automaticamente para minha cintura e eu repeti o movimento, ele me olhou e eu indiquei o telefone. Enfiei uma mão por baixo da barra de sua regata e deixei minhas unhas arranharem seu baixo ventre, Liam encolheu a barriga e deu uma leve afastada no telefone para gemer. Fiz uma cara de brava e segurei sua mão o obrigando a colocar o telefone de volta na orelha.


– Comporte-se Payne, você está trabalhando… - eu disse baixo tomando cuidado para minha voz não sair na ligação.


Liam falava coisas que eu não prestava atenção na tal da entrevista e eu só esperava que aquilo durasse tempo suficiente para que eu pudesse colocar minhas idéias em prática. Comecei a fazer movimentos com meu quadril em cima de Liam, enquanto o arranhava e beijava aonde eu conseguia alcançar. Ele jogou a cabeça para trás apertando os olhos e os punhos tentando se controlar, e eu deixei um sorriso escapar o sentir a ereção de Liam se formando abaixo de mim. Ainda me pressionei mais em Liam, e então sem avisar e nem nada eu saí de seu colo. Vi Liam fazer uma careta entre o decepcionado e o aliviado e voltar a falar normalmente. Eu ri e me ajoelhei em sua frente. Deslizei minhas mãos pelas coxas de Liam que arregalou os olhos novamente, passei minhas unhas por seu tornozelo e subi até onde sua bermuda me permitia. Voltei a arranhar seu abdômen, e desci até a barra de sua bermuda, fiquei deslizando minhas unhas por aquela região como se fosse a coisa mais entediante do mundo. Liam tentou segurar minha mão mas lhe desferi um tapa olhando-lhe séria. Abri os botões de sua bermuda e o zíper e Liam me olhou preocupado me arrancando um sorriso novamente. Sem pensar muito abaixei sua bermuda e sua cueca de uma vez só e dei uma risadinha ao ver que sua ereção já estava bem avantajada. Distribui beijos pelas coxas de Liam, deslizando minhas mãos por toda sua perna, fingindo ignorar totalmente o membro pulsante à minha frente. Fiquei enrolando e provocando Liam calmamente, e então quando Liam olhou para cima pra tentar se concentrar em uma resposta eu vi a minha deixa. Enfiei o membro de Liam inteiro em minha boca e o escutei soltar um gemido alto. Olhei para ele que me olhava ofegante.


– Eu…. chutei o sofá… - escutei Liam tentar se justificar.


Pulei toda aquela parte de ir com calma no começo, eu queria fazer Liam ficar em minhas mãos como eu ficava nas dele, e pra isso não poderia dar tempo para ele pensar, ou até pra mim mesma pensar ou provavelmente eu iria morrer de vergonha. Apoiei minhas mãos nas coxas de Liam e confesso que apertei de propósito, deixando a marca de minhas unhas de leve. Chupei a pontinha circulando com minha língua e tive que conter o riso ao ver Liam apertar os olhos e pedir para a pessoa do outro lado da linha repetir a pergunta. Comecei a torturar Liam, deslizando minha língua lentamente por toda a extensão de sua ereção. Sem pressa. Protegi os dentes com o lábio e o envolvi com a boca fazendo pressão na cabeça e voltando a chupá-lo. Percebi Liam agarrar a beirada do lençol e apertar as mãos. Aumentei o ritmo, e depois parei e novamente Liam grunhiu, e disfarçou com um pigarro, como se estivesse limpando a garganta. Ah mas eu faço questão de procurar essa entrevista pra escutar depois na internet. Saí de meus devaneios quando escutei Liam dizer que responderia apenas mais uma pergunta pois precisava desligar. Precisava porque? Sorri internamente com minha cara de pau e sem pensar duas vezes comecei a chupar Liam intensamente e vi que ele deixou a marca dos dentes em seu lábio tentando conter-se. Assim mesmo Liam. Respirei fundo e forcei todo o membro de Liam em minha boca, sentindo-o em minha garganta, Liam deu um murro no sofá e quando olhei em seus olhos pude ver sua pupila dilatada, e um arrepio subiu por minha coluna ao ver a cara de predador de Liam. Voltei a chupá-lo e novamente o forcei contra minha garganta, não era a melhor das sensações uma vez que Liam era realmente bem dotado, mas eu não ligava, apenas queria enlouquecê-lo e pelo visto estava funcionando. Senti o membro de Liam ficar ainda mais duro em minha boca e percebi que ele gozaria, ótimo, quero só ver como ele vai fazer pra se controlar no telefone. Concentrei-me em chupar a ponta enquanto masturbava o resto e quando percebi que Liam se segurava eu não pensei duas vezes. O engoli todo o sentindo bater em minha garganta. Seguido pelo gozo de Liam. Levantei os olhos a tempo de ver Liam desligar o telefone e jogá-lo longe ao mesmo tempo em que soltava um verdadeiro grito de alívio. Continuei chupando-o fingindo que nada estava acontecendo. E os gemidos de Liam atingiam meus ouvidos como bombas eróticas… Depois de gozar, Liam soltou seu peso no sofá e deitou a cabeça no apoio aparentemente tentando respirar, dei um sorrisinho e me levantei como se nada tivesse acontecido, dei um pequeno selinho em Liam e saí da sala deixando-o sozinho. Voltei para o quarto e tomei um banho rápido. E gelado. Confesso que eu tinha um sorriso idiota no rosto. Eu tinha conseguido domar Liam Payne! Há, eu sou foda! Saí do chuveiro cantarolando, me sentia bem. Mas congelei quando entrei no quarto. Liam estava deitado na cama com as costas apoiadas na cabeceira, só vestindo sua bermuda, sem camisa e descalço,com os braços ao redor da cabeça e de olhos fechados. Meus Deus, ele estava querendo me matar era isso? Só podia. Tentei ignorar a visão do paraíso e me direcionei ao closet.


– Hey Vanessa… - parei no meio do caminho. Sempre tive uma tara pela voz de Liam, mas ela nunca havia soado tão sexy, tão … sombria. Não consegui falar nada, apenas me virei para ele - Você acha mesmo que está tudo bem? - ele disse abrindo os olhos e senti alguma coisa repuxando-se no meu estômago - Acha que vai brincar comigo em rede nacional e vai ficar tudo bem? Ah amor… você não sabe com quem brincou…


Liam levantou-se e eu engoli em seco. Meu deus aonde foi parar o Liam fofo e carinhoso de sempre? Liam andou até mim e eu simplesmente não conseguia me mover. Senti ele enroscar sua mão em meu cabelo e me puxar para si possessivamente e em pouco tempo sua língua invadia minha boca. Liam me beijava exigentemente. Uma mão me mantendo colada a si pelos cabelos e outra simplesmente arrancou minha toalha, jogando-a em algum lugar do quarto. Liam me ergueu do chão e em um movimento rápido me jogou na cama. Assisti ele se aproximar da cama lentamente, não falava nada. Apenas ficou lá, me encarando com aqueles olhos sombrios. Liam deslizou a ponta de seus dedos sobre a pele descoberta de minha barriga e eu me contorci lentamente, como um simples toque podia fazer aquele turbilhão de sensações passar por meu corpo? Liam inclinou-se em minha direção e senti sua boca em meu pescoço ele deslizava a língua por minha pele deixando um rastro de algo que eu podia jurar ser mais quente do que fogo. Beijou meus ombros e toda a extensão de meus braços, até que finalmente chegou em meus seios, e assim como eu havia feito com ele mais cedo, Liam simplesmente os envolveu com a boca, sem aviso nenhum, eu arfei. E levei minhas mãos até seu cabelo. Liam em um movimento rápido imobilizou meus dois braços acima da minha cabeça.


– Fique quieta mocinha, trate de se comportar ou serei obrigado a te amarrar… - ele disse olhando em meus olhos e eu senti o efeito bem em minha região sul. Liam me deu um selinho e puxou meu lábio inferior em uma mordida extremamente sexy.


E então ele voltou ao que estava fazendo. Envolveu meu seio em sua boca, e o chupava quase dolorosamente. Quase, porque era bom demais pra me importar. Liam prendeu suavemente um de meus mamilos em seus dentes e puxou me fazendo soltar um gemido. Oi? Da onde saíram todas essas sensações? Liam repetiu todo o processo no outro seio e sério, isso estava me deixando louca. Senti a língua dele passear por toda a extensão de minha barriga e não pude evitar de contorcer na cama ao sentir sua bocha chegar perigosamente perto da onde eu queria. Da onde eu precisava que ele chegasse. Foi então que Liam simplesmente parou e me levantou o olhar.


– Eu avisei… - ele disse balançando a cabeça em uma negação e se levantou. Por alguns segundos ele sumiu no closet e voltou segurando uma gravata e um cinto. Arregalei os olhos.


– Liam o que você vai fazer?- eu disse confesso que assustada


– Já falei pra ficar quieta. – ele disse simplesmente e juntou novamente minhas mãos acima de minha cabeça e as amarrou com a gravata, fiquei mais aliviada ao ver que ele usou o cinto para me prender na cama. Aliviada? Qual é ao meu problema. Bom ele poderia resolver me dar uma surra pelo que fiz hoje de manhã. Arregalei os olhos em entendimento. Liam estava se vingando pelo… “incidente” do telefone. E se eu for honesta comigo mesma tenho que admitir que estou adorando. Tentei puxar minhas mãos e vi que Liam as havia realmente imobilizado. Como foi que ele aprendeu a dar um nó desse? Não me lembro dele dizendo que era escot.. Woah! Liam foi direto ao ponto. Assim sem enrolação sem nenhuma enrolação ou aviso eu senti a língua dele em minha intimidade, e tenho que admitir que aquilo estava cretinamente gostoso. Não sei o que estava mais sensual, sentir a boca de Liam me massageando daquela forma ou o olhar filho da puta que ele me direcionava. Eu queria fechar os olhos mas não conseguia me desprender de seu olhar. Eu não conseguia nem ao menos encontrar minha voz pra gemer, era como estar em um transe. Um transe sexual chamado Liam Payne. Senti Liam me penetrar com um dedo enquanto circundava meu ponto de prazer com a língua. Ele brincava com seus dedos no meu interior me preparando para ele, droga que se fodesse a preparação, eu queria Liam dentro de mim logo , eu me sentia tão quente… Eu PRECISAVA dele dentro de mim ou eu tinha certeza que derreteria. Ali em seus braços. Liam voltou a sugar meus seios ainda me provocando com seus dedos e minha voz aparentemente lembrou que existia quando um gemido saiu de meus lábios.


– Quieta - Liam disse e enfiou mais um dedo em mim como que me desafiando a gemer, mordi meu lábio e ele me direcionou um sorrisinho - Boa menina.


Minha mente estava dividida entre insultar Liam com os piores palavrões que eu conseguisse pensar e gemer loucamente. Eu não podia fazer nenhum dos dois uma vez que eu não me encontrava em condições de pensar em nenhum palavrão e tão pouco podia gemer. Então eu fiquei ali, simplesmente sentindo e esperando o momento em que eu simplesmente entraria em combustão. Vi Liam colocar uma camisinha e internamente dei graças a deus, minha tortura estava chegando ao fim. Engano meu. Liam me segurou pelas coxas abrindo mais minhas pernas, e ficou ali, se esfregando em mim de um jeito filha da puta!


– Liam por favor… - Eu disse tentando não gritar e impulsionando meus quadris a seu encontro.


– Eu vou fazer o que eu quiser e quando eu quiser, agora quieta se não quiser que eu te amordace também - Liam respondeu calmo, como se estivesse falando sobre a droga da previsão do tempo. Enquanto me penetrava com a ponta de seu mebro, prendi a respiração fechando os olhos, mas os abri rapidamente quando ele simplesmente saiu. NÃO, NÃO, NÃO NÃO, VOLTA AQUI E TERMINA ISSO!


Liam ameaçava me penetrar, e em seguida saia, depois se esfregava em mim, e depois me provocava de novo e então me penetrou. De uma só vez e eu soube que se eu não explodi naquele momento não explodiria nunca mais. Foi completamente impossível controlar um gemido que se alguém escutou jura que é um grito de escapar por meus lábios ao senti-lo dentro de mim.


– Eu não disse que podia gemer - Liam disse e eu senti ele desferir um tapa em minha coxa. Um tapa forte, mas que sendo honesta foi mais gostoso do que doloroso.


Liam se movia intensamente dentro de mim, eu escutava o barulho de seus quadris contra os meus, e sua respiração arfante, sentia a firmeza com que me penetrava e que suas mãos passeavam por meu corpo. Era intenso. Muito intenso. Liam puxou uma de minhas pernas mais para cima e e me penetrou com força conseguindo me provar que dava pra ir ainda mais fundo. Senti sua boca colada em minha orelha.


– Agora você pode gemer - ele disse se enfiando novamente em mim.


Mas eu não tive tempo de gemer porque Liam roubou meus lábios em um beijo, tentei puxar minhas mãos mas a droga do nós estava muito bem feito, sendo assim tudo que pude fazer foi retribuir o beijo. Minha cabeça rodava e senti meu corpo se contraindo do modo característico do orgasmo, eu sentia Liam invadindo minha alma, e roubando minha boca. Eu era dele, simples assim. Rebolei meu quadril de encontro ao dele e foi a vez de Liam gemer contra meus lábios, e eu repeti o movimento só porque adorei escutá-lo gemendo. Nós nos entregamos um ao outro como nunca havia acontecido, e quando chegamos ao orgasmo juntos eu soube que era assim que tudo deveria ser, eu nos braços dele e ele nos meus.


Ele saiu de mim e eu me deixei apenas observar o quão lindo ele estava com aquele cabelo bagunçado pós-foda e o rosto afogueado. A forma como seu peito subia e descia em busca do ar que também me faltava. Meu deus eu poderia repetir isso pro resto da minha vida e desconfio que além. Ele foi até o banheiro creio que se livrar da camisinha, e voltou com um sorriso. Era meu Liam de novo. Ficou parado me olhando.


– Hãm… Será que agora pode me soltar? - Eu disse e tive que pigarrear porque minha voz não saia direito.


– Ainda estou decidindo, me agrada a ideia de você amarrada a minha cama pra sempre - ele sentou-se ao meu lado e deslizou a mão por meus braços - só pra mim, pro que eu quiser…
Eu arfei. Porra, proposta aceita. Mas ele riu e em seguida eu sentia meus braços sendo libertos, fiz uma careta ao sentir uma dor na região. Liam pegou e desamarrou-me da gravata e sem seguida depositou um beijo em cada pulso. Em seguida me puxou para um beijo inesperado, um beijo diferente. Não sei dizer, em que, apenas era diferente. Era um outro Liam que me beijava. Um Liam mais maduro, era o beijo de um homem e não do meu garoto. Mas quando ele partiu o beijo e me olhou, eu vi no seu sorriso doce que o meu Liam ainda estava ali. E como mágica eu tive certeza que me apaixonei mais por ele.

Imagine Niall


www

POV Niall

Era perto das 22:00 p.m, estava em um parque Mullingar pensando na vida, estava triste, me sentia sozinho, não sei, precisava de um tempo, estava sentado em um banco de madeira lembrando da minha infância quando eu “brincava” ali com o Michael kkkk era tudo tão bom, tudo tão simples, quando vi uma bela menina andando, parecia meio triste também com seu olhas perdido olhando as estrelas até que me viu e veio em minha direção, a não mais uma fã um hora dessas, nem aqui tenho sossego.

SN: Oi, você é o Niall né? Da One Direction.

“lógico que é, af que pergunta idiota” ouvi ela sussurrando pra si mesma e dei uma sorriso de lado.

Niall: sou eu sim.

SN: Er.. bem eu sou muito sua fã e.. – quando ela disse isso pensei que iria pedir uma foto ou um autografo, e sinceramente eu não estava de cabeça pra isso. – posso te dar um abraço?

Surpreendi-me com o pedido, mas abri meus braços e fiz um sim com a cabeça, depois disse senti suas mães geladas em meu corpo e sua respiração em meu pescoço, eu tenho que admitir que gostei, um abraço era realmente o que eu precisava naquele momento, fiquei perdido naquele cheiro doce mas não muito enjoativo do perfume dela até que senti lágrimas em meu ombro e olhei para sua face e v 2 lágrimas caminhando pelo seu belo rosto, com o meu dedo limpei-as e falei

Niall: não precisa chorar não minha linda. – ela sorriu envergonhada e pude perceber suas bochechas corarem. – Então como você se chama?

SN: me chamo (s/n) , er.. então eu tenho que ir se não minha mãe vai ficar preocupada.

Niall: aah, não pode ficar mais um pouquinho, queria conversar com alguém.

Bem, ela ficou como eu tinha previsto, mais não foi só um pouquinho, conversamos muito, sobre tudo,sobre minha vida antes e depois da fama, descobri que ela era brasileira que morava em Londres e estava passando as férias em Mullingar na casa da vó, quando vimos já eram 01:00 p.m

SN: Nossa, olha a hora minha mãe deve estar super preocupada. Preciso ir Niall tchau. – ela levanto do banco e já estava saindo.

Niall: espera, - e segurei seu braço – eu te levo, esta muito tarde para uma menina tão linda assim andar sozinha na rua – ela não falou nada só sorriu, um sorriso apaixonante, lindo, é muito cedo par dizer que eu esteja apaixonada, mas quem sabe o tempo não ajude.

Nós fomos andando até a casa dela, chegamos e tinha um bilhete na porta que dizia “ filha eu e seu pai saímos com sua tia para festa daquela amiga minha de infância e voltamos amanhã na hora do almoço, se cuida. Mãexx”

SN: Pois é, mais uma noite sozinha. – ela foi abrindo a porta e quando ia se despedir simplesmente saiu da minha boca.

Niall: eu posso ficar se você quiser – senti minhas bochechas corarem na hora, o que eu tinha na cabeça? Eu mal conheço a garota – er... claro, pra você não ficar sozinha, eu... er é meio, que podia te fazer companhia.

SN: Não precisa se incomodar comigo, eu to bem.

Niall: não eu insisto, não vou ficar tranquilo, sabendo que te deixei sozinha.

SN: Er, então tá, só não liga para a bagunça hehe

A gente entrou e resolvemos ver um filme, como a casa não era dela só tinha filme de terror e ela não gostava muito, mas resolvemos assistir o chamado já que na capa não parecia tão assustador, mas só na capa mesmo.

SN arrumou tudo tão fofinho na sala, adoro o jeito dela, meigo, fofo, atrapalhado kkk

SN: Pronto pode vir.

O sofá era meio que um sofá-cama ela arrumou cobertas e travesseiros para a gente.

Sn: vai se ajeitando ai que eu vou fazer pipoca.

Ela trousse a pipoca, colocou o filme e foi para debaixo das cobertas comigo, eu tinha que admitir que estava adorando aquilo, era muito engraçado quando ela se assustava ela ia chegando mais perto de mim, até que em desses sustos ela deu um leve grito, cheguei perto dela, abracei-a e sussurrei “não fique com medo princesa, seu príncipe vai te proteger de todos os monstros” e assim terminamos de ver o filme e dormimos.

No outro dia acordei e vi a linda menina dormindo, não queria acordar então deixei um bilhete para ela “adorei te conhecer princesa, me liga pra gente combinar de sair (____-____) xoxo Niall ou se preferir seu príncipe xx”

Niall: Depois dessa manhã, conversamos todos os dias, e começamos a namoras, e foi assim meu pequeno que eu conheci a mamãe.

Davi: awn que lindo papai.

SN: DAVI, VEM LOGO TOMAR BANHO.

Ela apareceu na porta do quarto com aquele mesmo olhar perdido de anos atrás, com aquelas bochechas ainda coradas e com aquele jeito dela, a agora eu tenho certeza, essa é a mulher de minha vida.

Imagine Liam


Sua família está viajando de férias contra sua vontade, você está muito chateada no seu assento na classe executiva quando decide ir ao banheiro, no caminho até ao banheiro você esbarra em alguém e os dois levam ...
um tombo esta pessoa levanta e te diz: "Desculpa, mil desculpas, eu não tava prestando atenção, desculpa, por favor" Você: "Não tem problemas, eu nem queria estar nessa viagem mesmo"
Esta pessoa te levanta e só aí você consegue perceber que é o Liam Payne, ele está te olhando com uma cara estranha e você diz: " o que foi?" Ele: "Oh meu Deus, você está machucada, vem vamos colocar um gelo nisso" Ele te puxa pela mão e te leva até uma aeromoça, ele pede o gelo e ela vai colocar na sua testa até que ele diz: "senhora, deixe que eu cuido dela" Ele cuida de você com o maior carinho
e depois diz: " Nisso tudo eu nem pude falar o quanto você é linda, sabia?" Você:" Muito obrigada, você também é" Ele: " Qual seu nome?" Você:" (s/n) e o seu nome eu já sei Liam James Payne, da 1D" Ele:" Então quer dizer que a senhorita é uma directioner?" Você:" Tá brincando, eu sou doida por vocês, mas não aquele tipo de fã que grita quando vê vocês porque eu sei que isso é chato"

Imagine Hot Niall



Sua mãe trabalha no centro de NY como fotógrafa, um dia anterior ela tinha feito uma sessão de fotos com a One Direction, que você simplesmente A-M-A. Ela te liga e diz que não vai poder jantar com você pois Niall iria ao escritório ajustar alguns detalhes de photoshop com ela. É Claro que você não perderia a oportunidade de ver NIALL JAMES HORAN de pertinho, então vai até o escritório dela. A sua surpresa foi que Niall chegou com você. Você mal conseguia sentir as pernas, ele realmente era lindo e os olhos extremamente azuis, eram a coisa mais excitante que você já tinha visto
 - Que andar? - Você ouve aquela voz… Quase esquece de responder.
 -106. - Você responde.
 - Eu também. - Diz Niall sorrindo pra você. 
 Quando vocês estavam no 53º andar o elevador dá uma sacudida, fazendo vocês dois perderem o equilíbrio e colarem um no outro.
-Desculpe - Ele diz rindo

Imagine Hot One Direction



Você estava em uma festa na casa de sua amiga, a festa estava bombando, quase não dava para andar, de tanta gente que tinha, você mal podia falar com sua amiga, o som estava muito alto, você mal conseguia ouvir a voz dela.

Você pegou uma bebida e foi se sentar lá fora com umas colegas que você encontrou lá, e ficaram conversando por um bom tempo, vocês falaram sobre garotos, escola, fofocas, amigos, moda, etc.

Depois de alguns minutos você viu 5 garotos muito lindos passando por você, você percebeu que eles repararam em você, mas continuaram andando pra dentro da festa.

Você ficou olhando para eles até que eles desapareceram no meio da multidão.

Imagine Zayn


www

Você estava no colégio, na aula de biologia, era o primeiro dia depois das férias de julho então iriam arranjar novos parceiros de laboratório.


Professor: Zayn Malik – olhou e apontou para um menino rodeado de garotas – você fica com a (seunome)




POV Seunome

“Meu Deus ele não, eu sei que deveria estar feliz por fazer dupla com o “ gatinho do Zayn Malik da banda One Direction OMG” é o sonho de todas as meninas, e o meu também, porque digamos que eu sou uma fã, mas eu sou tímida demais, não que eu seja a excluída, não ainda bem mas, toda a vez que falo com o Zayn eu travo, meio que ele é o meu “Preferido” da banda e...” – seus pensamentos foram interrompidos por uma voz grossa.

Imagine Niall


Estava amanhecendo, e eu continuava dormindo, mesmo sabendo que tinha que me levantar. O sol entrou pela janela, e me bateu bem certeiro nos olhos. 
- Ah, mas que droga! Por que que eu não fechei a janela? - Falei
Me levantei e fui fechar a janela, e voltei pra cama. Eu tinha mesmo que levantar, hoje eu vou viajar para a cidade da minha avó. Na verdade, eu n
em quero ir, é no meio do nada, apenas campo. Não é que eu não goste, tem até um pequeno rio, onde posso dar uns mergulhos, mas mesmo assim, vou ficar longe de tudo. Não é que eu tenha muito a que me agarrar aqui...
Um tempo depois, já estava ouvindo minha mãe berrando:
- Mas ainda está dormindo? Sabe que horas são?

Imagine Zayn


Você morava em Londres a mais ou menos um ano. Morava sozinha e tinha alguns amigos por causa da faculdade. Cursava moda e vivia em desfiles, e quando não estava neles estava em casa/faculdade desenhando roupas, criando tendências e acompanhando tudo no ‘grande mundo da moda’. Seu sonho era criar uma grande marca e ser reconhecida pela dedicação ao seu trabalho. Certo dia
 estava na faculdade, mas não tinha nenhuma aula naquela manhã, só estava lá desenhando sentada em um dos jardins. Seus amigos disseram algo de ‘há famosos no campus’ e foram para suas respectivas aulas. Você achou que era brincadeira continuando a desenhar. Até que alguém chega correndo e esbarra em você fazendo você borrar todo seu desenho, você começa a falar alguns xingamentos em português olhando para o seu desenho todo borrado, nem presta atenção em quem havia feito aquilo.

Imagine Hot One Direction




Resolvi dormi até mais tarde hoje, pois era sábado e não teria que ir para a escola, então não tenho que me preocupar com o relógio. Estava dormindo tranquilamente em meu quarto quando sinto alguém pulando na minha cama, era meu irmão mais novo. Eu odiava ele, quer dizer, eu não odiava ela mas também não morria de amores, eu já estava nervosa com ele pulando em mim.

-Oque você quer seu chato?- disse sem abrir os olhos.

-A mãe mando você levantar agora.- ele parou de pular.

- Eu não vou levantar cedo hoje. É SÁBADO.- coloquei a coberta no meu rosto.

-A mãe falo que você tem que levantar agora, se não você vai se atrasar pro aniversário.

-Que horas é agora?- disse tentando me levantar da cama.

-Já são 13:00 horas.

-Oque? Já?- dei um pulo da cama

-Agora você resolve levantar. Agente ta te esperando para almoçar.- ele disse saindo do meu quarto.

-Tudo bem.

Demorei uns 2 minutos para levantar da cama, fui para o banheiro e tomei um banho bem rápido, voltei para o meu quarto e comecei a escolher uma roupa, pois eu ia no aniversário da minha ”querida prima”, eu não gostava dela nem um pouco, ela se achava melhor que todo mundo e era uma patricinha de marca. Hoje era seu aniversário de 16 anos e ela resolveu fazer um churrasco para comemorar, infelizmente ela já tinha 16 anos de viva. Resolvi colocar uma roupa bem simples, vesti um short jeans claro, uma blusa branca com várias caveiras douradas e uma sandália dourada, não estava animada para arrumar o meu cabelo então resolvi deixar ele solto mesmo e resolvi fazer uma maquiagem bem simples, passei só um rímel, um lápis e terminei com um gloss. Eu já estava pronta então resolvi descer para almoçar. Cheguei na cozinha e já estavam todos almoçando.

-Você estava demorando muito então resolvemos almoçar.- disse minha mãe já sentada na mesa.

-Tudo bem, não estou muito afim de almoçar mesmo- me sentei ao lado da minha mãe.

-Mas tem que almoçar.- minha mãe disse me olhando.

-Ta bom.

Minha mãe colocou a comida em meu prato e eu fui obrigada a comer, durante o almoço não falei nada só fiquei quieta e tentava empurrar a comida em minha boca e era obrigada a engolir. Terminei de almoçar e fui para o banheiro escovar o meus dentes. Minha mãe me gritou que daqui a pouco nós iriamos para o churrasco, sai do banheiro e fui para o meu quarto, resolvi ligar meu computador e entrar no meu Tumblr, rebloguei algumas coisas e minha mãe me gritou que já estava na hora de irmos. Desci as escadas e já estava minha mãe, meu pai e meu irmão na porta me esperando. Peguei meu celular e meus fones que estavam em cima da mesa, saímos de casa e entramos no carro, coloquei meu fone e acabei cochilando, quando chegamos no churrasco minha mãe me acordou, arrumei meu cabelo antes de sair do carro e seguimos em direção a casa, entramos e fomos dar parabéns para ela, eu fui obrigada a dar feliz aniversário a ela. Sai de perto dos meus pais e resolvi ir sentar em um banco que tinha perto da casa dela, estava toda distraída quando vi 5 lindos meninos passando na minha frente, olhei para ele, mas nem dei muita confiança pois eles nunca iam me notar ali, continuei sentada escutando musica e mexendo no celular, de repente alguém sentou do meu lado, nem liguei pra pessoa e continuei com a cabeça baixa, senti alguem colocando a mão no meu ombro e eu levantei a cabeça. Era um menino de cabelo preto e com um topete gigante, ele estava olhando dentro dos meus olhos.

-Oi.- ele me disse fazendo eu levantar a cabeça.

-Oi.- olhei para ele.

-Porque está aqui sozinha?

-Estou desanimada hoje.- abaixei a cabeça de novo.

-Posso fazer alguma coisa pra te animar?- disse levantando a minha cabeça.

-Acho que não.

-Mas eu acho que sim.- disse levantando do banco.

-Como?

-Vem comigo.- ele esticou o braço para mim.

-Pra onde?

-Vamos. Você vai gostar.

-Ta bom.

Peguei na mão dele e fomos andando para uma casa, entramos e vi os outros meninos que estava com ele mais cedo, me sentei no sofá e ficamos conversando, descobri que o menino que estava conversando comigo se chama Zayn, e que seus amigos chamam-se Liam, Harry, Louis e Niall, descobri também que eles tinham uma banda que ainda esta no começo da carreira. Fiquei conversando com eles por quase 1 hora, de repente Zayn me chamou na cozinha, me levantei e fui ver oque ele queria. Quando cheguei na cozinha ele estava encostado no balcão.

-Oque foi Zayn?- disse meio confusa.

-Eu precisa tirar você de lá.

-Porque?

-Para eu fazer isso.

Ele me puxou pela cintura e começou a me beijar, nossos beijos foram ficando cada vez mais intenso, ele tirou sua blusa e logo depois tirou a minha. Ele já estava só de cueca e eu só de short e sutiã, quando os outros meninos chegam na cozinha, peguei minha blusa correndo e tampei meu sutiã.

-Não precisa tampar nada.- disse Harry.

-Acho melhor vocês irem para outro lugar.- disse Liam

-Eu também acho. Vamos?- Zayn disse pegando suas roupas.

-Eu não concordo.- disse Harry.

-Porque não?- perguntei confusa.

-Por que eu também quero participar da festinha.- disse Harry.

-Só se ela topar.- Zayn disse olhando para mim.

-Como assim? Com os dois?- fiquei olhando eles.

-Só os dois não.- disse Louis

-Só os três também não.- disse Niall

-E você Liam?- Harry perguntou para ele.

-Se todo mundo vai eu também quero.- disse Liam.

-Quer dizer então que os 5 querem que eu transe com vocês?

-Sim.- eles disseram ao mesmo tempo

-Não acho isso certo.- disse meio pensativa

-Ah para, vai ver maravilhoso. Você vai ter 5 garotos ao mesmo tempo. Topa?- Harry disse com um sorriso bem malicioso.

-Tudo bem, eu topo. Estou precisando esquecer um pouco da vida. Tudo bem pra você Zayn?

-Tudo sim.- Zayn disse me dando um selinho.

Harry me pegou no colo e subiu as escadas comigo, entramos em um quarto que tinha uma cama king (ainda bem, porque 6 pessoas em uma cama, mesmo sendo de casal não ia caber), Harry me deitou na cama e ficou por cima de mim, ele começou a tirar a meu short me deixando só de roupa intima, ele tirou toda a sua roupa e depois foi tirar oque ainda restava em mim. Quando olhei em volta todos os meninos já tinham tirado suas roupas. Harry saiu de cima de mim e Zayn ficou no lugar dele, ele começou a me beijar e a lamber meu pescoço, aquilo estava me deixando louca, ele começou a acariciar meus seios até que ele começou a chupa e morde o bico do peito, isso era bom demais, ele afastou um pouco a minha perna e começou a me penetrar, ele sabia oque fazer. Zayn deitou na cama me colocando em cima dele e Harry veio por trás, primeiro ele deu um beijo nas minhas costas e depois me penetrou por trás, no começo eu estava sentindo um pouco de dor mas depois eu me acostumei e foi ficando cada vez melhor. Louis e Niall subiram na cama e começaram a chupar meus seios e eu estava gemendo muito alto, aquilo tava muito bom, eu gemia cada vez mais alto até que Liam começou a me beijar e abafou os meus gemidos, Liam pediu para eu chupar seu pênis e assim eu fiz, enquanto Zayn e Harry me penetrava, Louis e Niall chupava e mordia meus seios e chupava Liam, ficamos assim por uns 5 minutos até que eles resolveram trocar de posição. Agora Liam estava deitado e penetrando pela frente enquanto Louis me penetrava por trás, Harry e Zayn estavam chupando meus seio e eu estava chupando Niall, ficamos assim por um tempo e eles trocaram de novo, eles ficaram se revesando e no final ele pararam de me penetrar e pediram para eu chupar os 5. Eu fui chupando um de cada vez fazendo eles gozarem , mas Harry e Liam queriam mais. Harry deitou na cama e eu sentei em seu membro novamente enquanto chupava Liam. Harry gozou e saiu da cama, mas Liam ainda queria mais.

-Vamos continuar só nós dois agora?- dis/se Liam

-Vamos. Vocês ligam meninos?

-Claro que não.- eles disseram juntos.

-Vamos esperar vocês lá em baixo.- disse Harry saindo do quarto.

Agora só estava eu e Liam no quarto, ele começou a me beijar e começou a descer pelo meu corpo, chupou meus seios e foi para o meio das minhas pernas, ele me chupava como nenhum outro já tinha feito, eu estava indo a loucura, enquanto chupava ele enfiou 2 dedos para ajudar, aquilo era muito bom e eu comecei a me contorce na cama, pensei que ia quebrar a coluna de tanto que eu me inclinei para trás. Ele parou e voltou a chupar os meus seios, depois foi subindo e começou a me beijar intensamente, ele pediu para eu voltar a chupar seu membro então eu deitei ele na cama e comecei fazendo movimentos devagar e depois fui aumentando a velocidade, ele gemia de tesão e isso fazia tudo ficar melhor, de repente ele me puxa pra cima dele e começa a me penetrar, agente fica assim por um bom tempo até que ele me deita na cama e começa a me penetrar mais rápido, chegamos ao climax juntos. Cai exausta sobre seu peitoral e ele ficou passando a mão no meu rosto, eu não conseguia levantar, meu corpo todo doía, mas também, fiquei a tarde toda transando com 5 meninos. De repente eu me lembrei que eu tinha que ir embora, meus pais deviam estar doidos atrás de mim.

-Liam eu preciso ir.

-Porque?- ele disse com uma voz triste

-Porque meus pais devem estar preocupados.

-Tudo bem.

Me levantei da cama e vesti minha roupa, desci as escadas e vi os meninos sentados assistindo televisão, quando eles me viram a deligaram e vieram correndo em minha direção, perguntando se eu tinha gostado, quem tinha sido melhor, se eu ia voltar outro dia.

-Calma meninos, uma pergunta de cada vez. Eu adorei oque eu fiz hoje, e não teve melhor nem pior, vocês foram maravilhosos e eu não sei quando eu volto.

-Então passa seu número para podermos marca a próxima.- disse Zayn.

-Mas na próxima o Liam não vai ter bônus.- disse Harry fazendo bico.

-Porque não?- disse Liam

-POR QUE NÃO.- eles disseram juntos

-Agora eu tenho que ir embora.

Dei um selinho em cada um, passei meu número e saí da casa, fui andando em direção a casa da minha prima e os convidados já estavam indo embora, cheguei quietinha perto dos meus pais e fui me despedir dela.

-Gostou do churrasco?- disse minha prima

-Essa foi a melhor festa que eu já foi na minha vida.

Estava indo em direção ao carro quando vejo os 5 do outro lado da rua dando tchau, dei tchau para eles e entrei dentro do carro, fiquei a viagem toda calada, quando cheguei em casa fui direto para o meu quarto, tomei um banho e deitei na cama, eu estava exausta, nem cinco minutos depois eu já estava dormindo. Acordei no outro dia umas 2 horas da tarde com o meu celular apitando igual um louco, quando vi era uma mensagem, mas eu não reconheci o número, abri para ler e estava escrito assim ” Ontem foi maravilhoso e da próxima vez vai ser melhor ainda. Oque você de nós marcamos a próxima de uma vez? Liam ” eu respondi a mensagem e marquei de encontrar eles no próximo sábado, e eu tenho certeza que vai ser tudo muio bom de novo.